21 fevereiro 2016

Arqueologia de Nova Campina e Itapeva será destaque em série da UNIVESP TV

O arqueólogo e professor Sílvio Araújo, professor Juliano Camargo e a arqueóloga Luana Antoneto, que deram suporte à produção do programa na Região

Por meio de um convite, acompanhamos durante todo o sábado, 20, seguindo desde a manhã até o início da noite, os produtores da UNIVESP TV / TV Cultura juntamente com os arqueólogos Sílvio Araújo e Luana Antoneto, em visitas aos Abrigo Itapeva e Abrigo de Nova Campina; Dois entre os demais sítios rupestres localizados na Região. 




Revista:



O objetivo. Produção de um vídeo para TV CULTURA mostrando as pinturas e gravuras rupestres aqui da região. O vídeo da região de Itapeva fará parte de uma série sobre sítios rupestres no Estado de São Paulo. A programa será produzido pela equipe do repórter Fábio Eitelberg e provavelmente será exibida a partir do final de março.

A série também se baseia no trabalho de mestrado da Arqueóloga Luana Antoneto Alberto, a qual esteve presente e falou sobre o seu trabalho. “Minha pesquisa se propôs a estudar os sítios arqueológicos com registros rupestres em São Paulo. Nele, tratamos sobre a reflexão sobre a razão de escassa documentação e bibliografia deste tipo de sítio”, disse.

Abrigo Itapeva. Segundo Luana, o Sítio Rupestre Abrigo de Itapeva foi o primeiro a ser “descoberto” no Estado. No vídeo gravado, Luana falou sobre a composição do abrigo, suas características e destacou a importância de sua preservação. Compostos por um painel de gravuras e pinturas, ele apresenta sulcos avermelhados, com vários registros circulares e traços. O Abrigo Itapeva está localizado na Fazenda Água Limpa, propriedade da família Fracarolli.




O abrigo é composto por uma parede de cerca de 23m de altura, projetada para frente, possibilitando o abrigo do sol e da chuva. O solo do abrigo apresenta grande quantidade de vestígios líticos lascados.

BelezasA localização do Abrigo chama a atenção pelas belezas dos  arenitos do Escarpamento Estrutural Furnas, vegetação e o Rio Taquari-Guaçu, que corta as proximidades.

 
  

Sítio Rupestre em Nova Campina

Durante o restante da tarde até o início da noite, a visita seguiu até as localidades do Bairro Taquari, em Nova Campina. Passamos pelo mirante da Estrada, onde foram gravadas algumas cenas para o programa. Em seguida descemos até o local das pinturas. O professor Sílvio falou sobre a sua experiência, quando, visitando o local com alunos há alguns anos, encontrou as pinturas nos paredões próximos a Pedra da Minerita. Segundo ele, o registro encontrado trata-se de uma única pintura com círculos concêntricos cortados por duas retas verticais paralelas em pigmento vermelho.


Belezas: Arqueólogos param em mirante para admirar a beleza da Pedra Minerita







Equipe da UNIVESP TV : Heitor Maruccci, Fábio Eitelberg e Patrick Torres




Abrigo em Nova Campina
Por motivo de segurança, o acesso ao local não foi possível em virtude de abelhas instaladas nas proximidades. Nessa condição, a equipe resolveu não avançar. Mas valeu a aventura. Nas proximidades, Sílvio identificou material lítico e afirmou da potencialidade do local, o qual deve ser preservado e analisado melhor pelos pesquisadores.

Para saber mais sobre o assunto:
Luana e Sílvio possuem trabalhos pela USP. Luana possui Mestrado em Arqueologia e Sílvio possui Mestrado e Doutorado pela USP. Seus trabalhos podem ser obtidos nos seguintes links: 
Sílvio A. Camargo Araújo:  Doutorado e Mestrado - Arqueologia USP
Luana A. AntonetoMestrado - Arqueologia USP












Final de tarde, com os trabalhos finalizados é momento de fazer umas fotos e aproveitar o cenário